Entrevista: Renata Pietro

15 jan 2020

Entrevista: Renata Pietro

Em entrevista exclusiva ao Condepe, a enfermeira Renata Andrea Pietro Pereira Viana, presidente do Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (COREN-SP), comenta as novas parcerias com o Congresso Internacional de Enfermagem e Terapia Intensiva (CIETI) e com a Federação Latino-Americana de Enfermagem em Cuidado Intensivo (FLECI), além de outras novidades do evento para 2020.

Formada pela Faculdade de Medicina de Marília em 1995, Renata sempre trabalhou com terapia intensiva e fundou a Associação Brasileira de Enfermagem e Terapia Intensiva, instituição que possibilitou a capacitação e qualificação de vários profissionais do setor. Hoje, como presidente do COREN-SP, é responsável por mais de 500 mil profissionais e, no Condepe, responde pelos conteúdos científicos, elaborando uma grade atrativa e trazendo os melhores profissionais para fazer com que as pessoas sintam e saibam o que é a enfermagem.

Confira:

Qual sua motivação no âmbito da Enfermagem?
É, cada vez mais, mostrar o protagonismo da profissão. Quando pensamos em enfermagem nos remetemos logo a hospital, mas é muito mais que isso, enfermagem é saúde! Hoje, olhando o desmonte que vem acontecendo no sistema de saúde, vemos que ele só não está pior porque temos a enfermagem à frente, tocando e conduzindo. Então eu acho que a grande motivação é fazer da enfermagem, cada vez mais, uma profissão empoderada, vista, valorizada. E é isso que a gente traz, é isso que o Transamerica tem como missão quando organiza um evento como o Condepe.

Qual o papel de um evento como o Condepe?
É a importância de despertar esse empoderamento. O papel do Condepe é fundamental para desenvolver o conhecimento, estimular as habilidades e fazer com que a construção atitudinal aconteça. O evento é responsável por uma grande tríade formada por conhecimento, habilidades e atitudes, para que lá na frente o profissional consiga trazer resultados para a sociedade. Então o Condepe tem um papel extremante importante.

Esperava que o evento chegasse à sua 3ª edição? E quais as suas expectativas para a edição de 2020?
Na verdade, o Condepe já se tornou um evento esperado pelos profissionais. Viajo muito pelo Brasil e pelo exterior e as pessoas têm o Condepe como uma referência, um marco para a questão dos conhecimentos e a difusão de tudo o que a enfermagem vem fazendo. A primeira edição foi um sucesso! Já sabíamos que os desafios seriam gigantescos para a segunda edição e também para a terceira, não estou nem dormindo mais (risos). Nossa preocupação é justamente precisarmos cada vez mais superar as expectativas do público, e o cenário construtivo que o Condepe vem trazendo é maravilhoso.

Renata Pietro no Condepe

O evento tornou-se grande, internacionalizou-se e, este ano, uniu forças como o CIETI e a FLECI. Qual o impacto para o congressista no que se refere a esta junção?
No ano passado, o CIETI foi um evento que trouxe um diferencial. Sou intensivista e é claro que nós queremos colocar as melhores práticas em pauta, que foi exatamente o que o evento trouxe. Quando conversamos com a presidente, a Dra. Widlani Montenegro, a ideia foi justamente essa, a de agregar forças e somar para entregar um evento que tenha toda a expertise, todo o diferencial tecnológico. E, na terapia intensiva, lidamos muito com técnica e tecnologia, por isso pensamos no CIETI. Em paralelo, a FLECI é uma federação latino-americana que cada vez mais ganha força e espaço, também em um cenário de cuidados críticos e intensivos. Então, por que não unir forças, não é mesmo? A ideia é trazer agora, para São Paulo e para o Brasil, o que se tem de melhor quando nós falamos em América Latina, desenvolvimento, competências e até mesmo no cenário de cuidados aos doentes críticos e profissionais de terapia intensiva. A gente até brinca que quem trabalha em terapia intensiva trabalha em qualquer lugar, em qualquer cenário (risos). Queremos mostrar um pouco dessa força e desse mundo dentro do Condepe na 3ª edição de 2020.

A simulação realística é um dos grandes chamarizes do evento. Poderia nos adiantar o que teremos para a edição de 2020?
O objetivo é trabalhar com cenários hospitalares e de práticas e mostrar como nós estamos construindo a segurança. Na aviação, por exemplo, os processos de trabalhos e protocolos acontecem de maneira muito distinta, muito centrada. Tanto faz se eu vou pousar um avião em São Paulo ou no Estados Unidos, os procedimentos que os pilotos utilizam são os mesmos. Só que, quando nós olhamos o nosso cenário na saúde, não é a mesma coisa eu pegar um plantão em uma unidade de terapia intensiva ou em uma unidade neonatal, por exemplo. De um hospital para outro, coisas mudam muito, e a gente precisa trazer esse cenário para a simulação. Então nós vamos tentar mostrar um pouco como é que acontecem as práticas dentro do ambiente hospitalar. Nosso objetivo é surpreender positivamente, então estamos desenhando o melhor cenário para mostrar tudo isso. O fator surpresa é o que vai fazer a diferença e isso é tudo o que consigo contar para vocês!

O que diria para aquele profissional da enfermagem que ainda não garantiu sua participação no evento?
Venha para o Condepe! Hoje, garanto para você que não temos em outro lugar um desenho tão forte, que trabalha tantas práticas, tantas habilidades e procura desenvolver tanto o atitudinal como o que vem acontecendo com o Condepe. É um evento que foi desenhado com extrema responsabilidade para trazer o conhecimento e conseguir um resultado final de profissionais de enfermagem cada vez mais empoderados. Neste ano de 2020, quando é comemorado o bicentenário de Florence, encerrando o Nursing Now no país, a gente vem com essa proposta de construir essa cadeia histórica que, certamente, vai surpreender todo mundo. Venha, porque é demais. Não dá para falar, só quem vive ou quem está lá no Condepe é quem consegue trabalhar uma descrição. É muita emoção pessoal, é muita gente boa reunida, muita temática bacana e muita troca de conhecimento, aprendemos o tempo todo.

Cadastre seu e-mail e fique por dentro das novidades do Condepe: